“Speak Up!”: DBYN forma voluntários para levantar a voz pelos jovens refugiados
04/27/2016
Planejamento: Itaquera prepara o POL e trabalha o PEPSI
04/27/2016

Salesianos inauguram núcleo de pesquisas indígenas

A Inspetoria Salesiana Missionária da Amazônia (ISMA), inaugurou, no dia 19 de abril, o Núcleo de Estudos, Acompanhamento e Pesquisas Indígenas (NEAPI), na unidade Leste da Faculdade Salesiana Dom Bosco (FSDB).

O projeto inédito, em Manaus, diferencia-se de outras iniciativas porque não se trata de uma iniciativa política, mas religiosa salesiana em diálogo com a antropologia e principalmente com as culturas indígenas, com a evangelização e formação espiritual e humana, transformando assim a FSDB em referência nas questões indígenas dentro da Inspetoria Salesiana da Amazônia.

Para o coordenador do NEAPI, o antropólogo e professor da FSDB João Rivelino Rezende Barreto, o Núcleo já nasce sendo referência “Ser uma referência nas questões indígenas na instituição é o desafio inicial para o NEAPI, mas a questão indígena para os salesianos não é novidade, uma vez que há 100 anos, já faz parte de sua missão e história na Amazônia” conta Rivelino.

“O NEAPI nasce com a responsabilidade de escrever a história indígena a partir dos sinais de novos tempos, a partir daquilo que todos “nós” estamos envolvidos, a partir dos desafios atuais com inspiração intelectual indígena, com conhecimentos indígenas em fluxividade que certamente poderão contribuir para a reflexividade tanto em nível cultural como em nível acadêmico” explica o antropólogo que irá ajudar a reescrever a história indígena de nossa região.

A Faculdade Salesiana Dom Bosco recebe entre seus acadêmicos jovens indígenas do Alto Rio Negro e com a criação do NEAPI o convívio, a partilha e a socialização cultural, linguística e acadêmica dos indígenas da FSDB serão reforçados. Não apenas na questão da espiritualidade religiosa e da proposta pedagógica, mas serão também geradores de conhecimento, isto é, não só multiplicadores, mas também incentivadores de novas pesquisas, com parcerias e intercâmbio junto as etnias.

Com isso, a Faculdade Salesiana Dom Bosco deverá ser um ponto referencial nas questões indígenas, como a realização de simpósios, mesas redondas e outros eventos de caráter relevante para o diálogo no universo dos conhecimentos científicos, mas sempre seguindo com a diferença, por meio da evangelização, educação e formação humana no Rio Negro. As ações do NEAPI estarão pautadas para contribuição e apoio para os salesianos missionários e salesianos em formação, especificamente na possibilidade do ensino linguístico, como a Língua Tukana, por exemplo, partilhando das questões socioculturais do Alto Rio Negro e extensão de atividades junto aos missionários.

O NEAPI – Núcleo de Estudos, Acompanhamento e Pesquisas Indígenas está localizado nas dependências da Unidade Leste da Faculdade Salesiana Dom Bosco, na Avenida Cosme Ferreira, 5122 Zumbi, e está aberto para visitas às quartas-feiras de 14h às 22h, e às sextas-feiras, de 14h às 18h.

Sobre o coordenador do NEAPI – João Rivelino Rezende Barreto, Tukano do Alto Rio Negro. Possui Licenciatura em Filosofia pela Faculdade Salesiana Dom Bosco (FSDB-MANAUS); mestrado em Antropologia Social pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Atualmente é doutorando em Antropologia Social pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e docente na FSDB.

Vivian Marler