Destino: Austrália. Aluna salesiana é primeira em programa de intercâmbio
01/28/2016
Mensagem do Reitor-Mor aos jovens aos jovens das presenças salesianas
01/30/2016

Profissões Religiosas Perpétuas: o sim definitivo de três jovens salesianos

Em 23 de janeiro no Santuário Dom Bosco, em Lorena-SP, três jovens formandos salesianos deram mais um importante passo em suas caminhadas formativas. Diante da assembleia, de familiares, dos religiosos e do inspetor, Pe. Edson Donizetti Castilho, que presidiu a celebração, Bruno do Nascimento Calderaro e Oliveira, José Rodolfo Galvão dos Santos e Márcio Fernando de Castro disseram um sim definitivo aos Salesianos de Dom Bosco por meio da profissão religiosa perpétua.

A profissão religiosa perpétua é o último estágio antes que o formando salesiano se torne irmão ou sacerdote. Trata-se de um sim definitivo a Deus e à Congregação Salesiana após anos de preparação com estudo, oração e vivência comunitária.

Pe. Tiago Eliomar, responsável pelo Serviço de Animação Vocacional Salesiana, afirma que a Profissão Religiosa Perpétua não é o fim, mas apenas parte do início de uma trajetória de doação de vida em favor do Reino de Deus. “A profissão religiosa perpétua conclui um processo de discernimento, mas nasce a partir do uso da liberdade de forma muito grande. Ali o candidato apresenta nessa condição o maior tesouro que tem que é a própria vida em nome de uma causa que considera ser fonte de felicidade, santidade. É a radicalização do compromisso batismal a partir do carisma de Dom Bosco. Só é ser obediente, pobre e casto quem de fato consegue ser livre”, afirma.

Bruno considera foi presenteado com as pessoas que Deus colocou em sua vida durante sua trajetória formativa. “Há uma música de Dom Bosco que diz ‘os teus sonhos foram muito além do que os teus pés pisaram…’ Hoje partilho a mesma realidade, os meus sonhos foram mais além do que eu mesmo sonhei um dia”.

José Rodolfo invoca o chamado da Congregação para tomar parte na aventura de caminhar com os jovens. “Tenho procurado viver com intensidade essa aventura e encontrar todos os dias a razão do meu existir. Hoje é um momento especial dessa busca. A profissão religiosa perpétua expressa o encontro definitivo com meu primeiro Amor”.

“Hoje, após seis anos de acompanhamento e discernimento, realizo a profissão perpétua, entregando-me inteiramente a Deus na Congregação Salesiana. Como ‘filho’ de Dom Bosco sou muito feliz e grato a Deus pelo dom da vocação religiosa, afirma Márcio.

Texto: Anderson Bueno / Fotos: New Face Fotos