Papa Francisco anuncia a Mensagem para o 49º Dia Mundial da Paz
08/11/2015
Bicentenário de Dom Bosco
08/16/2015

Índia: vândalos apedrejam e jogam no rio uma estátua de Dom Bosco

Roma, 11 Ago. 15 / 01:46 pm (ACI).- Há alguns dias um grupo de fanáticos não identificados ainda destroçaram com pedras uma estátua de Dom Bosco e a jogaram no rio Bharalu, na cidade de Bharalumukh, perto de Guwahati, localizada no estado de Assam (nordeste da Índia).

A estátua tinha sido colocada na última quinta-feira à noite sobre um pedestal na beira do rio Bharalu, perto do “Rincão dos Mártires”, e viria a ser inaugurada no dia seguinte como parte da celebração mundial pelo bicentenário do nascimento do fundador os Salesianos.

No “Rincão dos Mártires” normalmente colocam as estátuas dos personagens culturais e políticos do estado. Segundo o Jornal ‘The Indian Express’, a estátua de Dom Bosco seria colocada no parque Dighalipukhuri (em Guwahati), mas tiveram que transladá-la a Bharalumukh, devido aos protestos do grupo estudantil Akhil Bharatiya Vidyarthi Parishad (ABVP).

Segundo informou  a Rádio Vaticano, os manifestantes alegaram que “o santo italiano não tinha realizado uma contribuição pessoal ao estado e consideravam ofensivo colocar a estátua sua em um lugar público, muito menos junto aos líderes políticos de Assam.

Um policial informou ao ‘The Times of India’, que às 6 horas da manhã do dia 7 de agosto um grupo de mais de 100 pessoas começaram a jogar pedras e vasos de flores encima da estátua, inclusive quebraram um braço dela, e logo a jogaram no rio.

Os fanáticos também atacaram a polícia e trabalhadores deste local quando tentaram deter o vandalismo. Durante o enfrentamento quatro policiais ficaram feridos. No sábado a polícia prendeu quatro suspeitos, membros do partido Bharatiya Janata.

Tarun Gogoi, ministro e chefe do estado de Assam, condenou este atentado e manifestou aos veículos de imprensa locais que deveriam reconhecer a contribuição de São João Bosco à educação e à sociedade indiana e lamentou o incidente.

“Este acidente – continua Gogoi – é deplorável e alguns elementos são responsáveis. O desacordo e a dissidência devem ser vistos sob uma luz positiva, mas profanar e depois jogar no rio [a estátua] fere nossos sentimentos religiosos”.

A Comissão das Minorias do Estado convocou para o sábado uma reunião, na qual discutirão o dano que este ato vandálico ocasionou aos cristãos.

“Vivemos em uma democracia e as pessoas têm o direito de protestar. Destruir uma estátua não faz parte da nossa cultura. Ele é um santo venerado e ninguém tem o direito de profanar sua estátua”, declarou Alan Brooks, membro da comissão, ao ‘The Times of India’.

Ainda não foi divulgada a data de inauguração do monumento e o prefeito Guwahati assinalou que consultarão a opinião dos cidadãos antes colocar novamente a estátua de Dom Bosco.

ACI Digital