Encantar para viver, eis a missão
02/17/2014
O ano escolar de 1832-1833: a crisma de João Bosco e a ordenação do Pe. Cafasso
04/01/2014

Dom Bosco leigo

Continuamos nossa reflexão sobre o Salesiano Irmão, figura singular de nossa história salesiana. Para entender mais profundamente esta vocação, nada melhor do que nos reportarmos a Dom Bosco jovem leigo.

Quando criança e adolescente, aprendeu com a dureza do trabalho, o valor da vida. Custeou seus estudos com a ajuda de benfeitores e o suor de seu salário, vivendo ao mesmo tempo um fecundo apostolado junto de seus colegas. Ordenou-se, foi um bom padre e ao mesmo tempo um bom leigo, um homem do ‘povo’.

Iniciou seu trabalho apostólico num período que a vida religiosa ressentia mudanças em sua configuração jurídica. De direitos suprimidos a deveres estabelecidos, a Lei Ratazzi de 1857 igualava todas as instituições e cidadãos.

Neste cenário de recuo da Igreja frente o Estado, Dom Bosco, animado a continuar seu trabalho apostólico, funda em 1859, a Congregação Salesiana, já numa adequação jurídica e civil da Itália restaurada. Pôde, então, avançar fronteiras. Faz-se presente no mundo todo por meio de seus seguidores, muitos deles salesianos irmãos.

O salesiano irmão, ao longo da história da congregação, tem exercido tarefas de ordem cultural, profissional, social, econômica, administrativa, sendo num conjunto, todas as tarefas no âmbito ‘pastoral’. Por meio dos salesianos irmãos, Dom Bosco leigo continua vivo.

Como religiosos, vivemos a laicidade na congregação. Aproximamos o mundo e a Igreja de modo concreto. Vivemos hoje, o desafio de favorecer o encontro dessas duas realidades.

Posso afirmar como salesiano irmão, que nossa presença é um meio de anunciar o Reino de Deus frente aos desafios que encontramos. Viver a laicidade como religioso, significa ser um homem espiritual, enxergando o rosto de Deus em cada jovem que se aproxima para partilhar a vida. Essa deve ser a nossa marca.

Não possuímos símbolos que nos distingam de outros religiosos, mas sendo discípulos de Jesus, o assumimos com nosso exemplo e testemunho.

Se você se sente chamado ou tem algum interesse por conhecer nossa vocação de salesiano irmão, não tenha medo! Dom Bosco e a Congregação Salesiana o esperam com alegria!

Irmão Eduardo Toledo de Melo, SDB – Pós-noviço salesiano.