Ex-aluno bancário palestra no Instituto Dom Bosco
09/22/2015
Encontro reúne delegados para a Comunicação Social do Cone Sul
09/23/2015

Dom Bosco homenageado na Câmara de Piracicaba

A Câmara dos Vereadores de Piracicaba,realizou uma solenidade pra comemorar os “200 Anos do Nascimento de Dom Bosco” na noite de 15 de Setembro de 2015, durante solenidade realizada no salão nobre da Câmara, de iniciativa do vereador Pedro Cruz.

O vereador Pedro Cruz, autor da solenidade destacou “que são 200 anos dedicados ao jovem. Essa homenagem é muito especial porque a semente plantada num ex-aluno salesiano, frutifica. Pela sua atitude você sabe que ele é um ex-aluno, não é preciso falar”, relatou Cruz sobre a importância do Colégio Dom Bosco Piracicaba como instituição de ensino.

O vice-presidente do Legislativo, vereador Gilmar Rotta, afirmou que não teve a oportunidade de estudar no Dom Bosco, mas reconheceu que “quem estudou nesse colégio é fácil de reconhecer”. Rotta frisou o carinho que Dom Bosco deu às crianças. “Hoje Piracicaba tem o colégio Dom Bosco e ficou o exemplo, pois o sonho dele (Dom Bosco) tornou-se realidade”.

Aluno da primeira turma da escola piracicabana Dom Bosco Cidade Alta, em 1948, o hoje professor Luiz Reinaldo Telles falou, emocionado, de algumas passagens no colégio. “O Brasil precisa muito de nossa juventude, principalmente, nessa época. Enquanto não houver uma mudança estrutural, corremos o risco de perder uma oportunidade ímpar de crescimento”, disse Teles referindo-se ao Padre Pedro Baron, que foi um dos fundadores da instituição em 07 de janeiro de 1950.

O diretor-presidente da entidade, Padre Antônio Carlos Galhardo, agradeceu aos ex-alunos, colaboradores e explicou de forma sucinta o trabalho realizado por Colégio Dom Bosco Piracicaba.

Padre Edson Donizetti Castilho inspetor salesiano de São Paulo, agradeceu a cidade de Piracicaba pela homenagem e falou da importância da educação, a partir de Dom Bosco e de sua experiência pedagógica e pastoral.

José Antônio de Godoy, secretário municipal de Governo – no ato representou o prefeito Gabriel Ferrato – disse que Dom Bosco “deixou um grande legado a todos”. Enalteceu ainda a vinda dos salesianos a Piracicaba para instituir a filosofia de Dom Bosco através de suas escolas.

Durante a solenidade, a professora Vanessa Medeiros interpretou as músicas “Dom Bosco sem Fronteiras” e “Dom Bosco de Eliana Ribeiro”. Os alunos Daniel Coimbra Libório, Mateus Dabronzo Duarte e Lorena Pinotti.

Compuseram a mesa diretiva dos trabalhos: Gilmar Rotta (PMDB – vice-presidente da Câmara); Fábio Negreiros (dirigente regional de Ensino); José Antônio de Godoy (secretário municipal de Governo); Padre Edson Donizetti Castilho (inspetor salesiano de São Paulo); Padre Antônio Carlos Galhardo (diretor presidente do colégio Dom Bosco); Luiz Reinaldo Telles (professor da primeira turma de alunos do Dom Bosco, em 1948); bispo emérito Luiz Carlos Altieri e Luiz Carlos Nussio (diretor da Esalq – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz).

Em Piracicaba a chegada dos salesianos ocorreu em 1950, data que culminou na fundação do colégio Dom Bosco Cidade Alta, pelo padre Pedro Baron. Além da unidade de ensino da Cidade Alta, os salesianos são controladores do Dom Bosco Assunção, Dom Bosco São Mário, Faculdade Salesiana Dom Bosco e Paróquia do Senhor Bom Jesus do Monte.

Texto e Fotos: Danilo Mariconi Ferro