Campinas: Parque Oziel ganha nova creche administrada pelos Salesianos
05/02/2016
Diretoria da OSSJB visita sede da Fundação John Deere
05/02/2016

Dia de Formação aborda salesianidade e sexualidade

A cada mês, os colaboradores da Obra Social São João Bosco, de Campinas, têm a oportunidade de dedicar um dia inteiro para reflexões e formações que, não só agregam no trabalho profissional como, também, são capazes de auxiliar no crescimento pessoal.

Assim, no dia 25 de abril, o encontro se deu no Núcleo São João Batista (Centro, Campinas-SP), e trouxe uma programação dinâmica e rica em informações.

Após o café, o período da manhã foi composto, primeiramente, pelo Momento de Espiritualidade (conduzido pelo Coordenador da Pastoral Juvenil Salesiana, Diego Sampaio e por Leandro Donizete, Noviço Salesiano), com leitura da passagem bíblica dos “Discípulos de Emaús” (Lc 24,13-35), reflexão em grupo (com dinâmica das palavras), breve momento de “deserto individual” e, por último, renovação da Fé através do Círio Pascal e oração.

Depois deste momento, Padre Glauco Landim apresentou o tema da Salesianidade, ou seja, o Carisma Salesiano e a forma com que os membros desta grande Congregação desenvolvem os seus trabalhos, em especial, com a juventude. Debates e colocações sobre o dia a dia dos colaboradores com os educandos foram apresentados, espontaneamente, pelos grupos participantes.

No retorno do horário de almoço, houve a Celebração da Santa Missa. Este momento ápice de intimidade com Cristo é sempre um convite feito aos colaboradores, pois podem se aproximar, ainda mais, da Palavra de Deus e da Eucaristia.

Em seguida, o Núcleo contou com a presença da palestrante Juliana Santos, que trouxe como tema de sua apresentação a Educação Sexual no Processo de Formação da Criança e Adolescente. Juliana é Psicóloga e Coordenadora Pedagógica do Instituto Madre Mazarello, colégio ligado às Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) e parte da Rede Salesianas de Escolas, localizado na cidade de São Paulo.

De forma simples e esclarecedora, ela procurou discutir assuntos (por vezes delicados, mas que possuem extrema importância) como: autoconhecimento; comportamento; pedofilia (…) e os correlacionou com a vivência (saudável) da sexualidade. Falou sobre como são as diferentes maneiras de dialogar com as crianças e os adolescentes sobre tais temas e abriu o espaço para perguntas e questionamentos.

O dia foi finalizado com a fala do Diretor (Padre Glauco Lamdim) e oração final.

Texto e fotos: Gabriela Haeitmann