Casa das Ideias faz alunos refletirem sobre a construção de um mundo melhor
03/18/2015
Vocacionados vivenciam primeiro encontro Evangelho e Vida de 2015
03/18/2015

Carisma salesiano é homenageado na ONU

O “Da Mihi Animas”, canto para o Bicentenário de Nascimento de Dom Bosco, ressoava como fundo enquanto embaixadores, membros de delegações das Nações Unidas, salesianos, estudantes, colaboradores, representantes das organizações da sociedade civil, líderes religiosos e leigos entravam para Sala 4 da sede das Nações Unidas, em Nova York, no passado dia 5 de março. Ali estavam eles para participar de uma celebração de homenagem ao carisma salesiano por ocasião do Bicentenário de Nascimento de Dom Bosco.

Tratou-se do terceiro evento realizado perante as Nações Unidas para pôr em evidência o carisma salesiano por ocasião do Bicentenário, desta vez sobre o tema: “Responder às necessidades dos jovens e de quem vive na pobreza: uma resposta salesiana a mais de uma dimensão” (clique aqui para assistir ao vídeo sobre o tema na Web TV ONU).

O cardeal salesiano Óscar Andrés Rodríguez Maradiaga, Arcebispo de Tegucigalpa, Honduras, foi mais uma vez o relator principal. Desafiou os presentes a serem proféticos no enfrentar os desafios do nosso tempo. Focalizou as suas observações sobre o direito humano à água e à higiene.
Falou a seguir o Pe. Juan de la Cruz Rivadeneira, SDB, que apresentou o impacto das indústrias extrativas sobre a vida, a saúde e a cultura do Povo Shuar, no Equador: nessas regiões a água é desviada das necessidades das populações para ajudar a administrar e manter as novas indústrias que estão devastando o ambiente e a saúde dos Shuar.

“Esta realidade agrava o futuro dos jovens e das crianças, que se veem defraudados das suas terras legítimas, e põe em perigo a sua vida e o desenvolvimento harmonioso da sua cultura e espiritualidade”. O salesiano concluiu a exposição convidando a cantar uma versão do célebre hino “Salve, Dom Bosco Santo”, com letras compostas agora pelos Jovens Shuar para manifestar o desejo deles de preservar o seu próprio estilo de vida.
Em nome do Dr. Sam Kutesa, Presidente da 69ª Sessão da Assembleia Geral, falou o Dr. Embaixador Arthur Kafeero, Chefe de Gabinete, que agradeceu aos Salesianos por sua dedicação de mais de 25 anos aos jovens de Uganda. E, mais, sublinhou a necessidade de colaborar com as organizações da Sociedade civil para se montar uma Agenda Mundial Pós-2015 realmente trasformadora.

Em seguida tomou a palavra Dom Bernadito Auza, Observador Permanente da Santa Sé junto à ONU: realçou o papel dos Salesianos como educadores, especialmente dos jovens marginalizados ou excluídos, sublinhando a sua presença em 132 Nações; e rendeu homenagem ao Sistema Preventivo, afirmando que os Salesianos “nos revelam o segredo do sucesso de Dom Bosco, isto é, o de educar com amor e desenvolver entre os jovens uma sadia autoestima através de atividades criativas”.

Antes das apresentações, os vários oradores e o Pe. Brennan, coordenador da mesa-redonda, haviam reunido-se com o Dr. Kutesa, que havia partilhado com eles algumas das prioridades para a Sessão da Assembleia Geral e manifestado a sua gratidão pelo trabalho dos Salesianos.

O encontro encerrou-se com uma oração pelos trabalhos da Assembleia Geral da ONU.

Pelo Pe. Thomas Brennan, SDB para ANS – New York