UNISAL realiza Simpósio de Teologia em São Paulo
03/19/2015
Encontro de Pedagogia Salesiana reuniu novos educadores em Campos do Jordão
03/19/2015

Bolsista do INSA-Oratório é aprovada em 1º lugar na UERJ

A ex-aluna do Instituto Nossa Senhora Auxiliadora (INSA-Oratório), de Cruzeiro, Rebeca Cristina dos Reis passou em 1º lugar no processo seletivo para o curso de Química da Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Mérito da escola e da estudante, que escreveu um depoimento falando de sua experiência com o ensino salesiano.

“Quando eu cheguei na escola em 2009, há seis anos, inicialmente através de uma bolsa 100% integral para o ensino fundamental ll, cheguei com um “bloqueio”, pela fama que a escola tinha e tem de ser muito exigente, meu maior medo era repetir de ano. Vim de escolas públicas e eu tenho a consciência de que nem todas as escolas se empenham em incentivar que o aluno se torne um estudante aplicado. Porém, no INSA-Oratório há uma motivação saudável desde o início para que estudemos e nos tornemos diferentes dos demais.

 Acho que o diferencial sempre foi por se tratar de uma escola religiosa, embora eu não seja católica, sou evangélica, havia sempre frases incentivadoras, que repetiam dizeres como: “seja um bom cristão e honesto cidadão”. Além das aulas, havia ainda uma programação diferente para exerceremos isso sem “afetar” a religiosidade de ninguém.

O Oratório considera a preocupação com o lado profissional mas também com o lado pessoal. Meus pais, minha mãe costureira e meu pai pedreiro, os dois grandes profissionais e dedicados, sempre me incentivaram e deram total apoio e liberdade para eu seguir a carreira que quisesse. Descobri o amor por moda graças a minha mãe e a engenharia pelo meu pai. Já no ensino médio, tive um forte contato com a disciplina de química, assim estava resolvido que tipo de engenharia eu pretendia seguir.

Depois disso, listei por três anos todas as faculdades, institutos e universidades que pelos quais pretendia passar, e no último ano fiz os vestibulares, mas minha vontade maior era ingressar no Instituto Militar de Engenharia (IME) e na UERJ do polo de Resende, ambos para engenharia química. Pelo Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e pelo SISU, eu optei pelo curso de química que havia em minha cidade natal, Volta Redonda, visando uma pós em engenharia química se possível.

Algo estranho aconteceu no vestibular da UERJ. Na primeira parte da prova eu não tinha confiança de ter ido bem, entretanto esperei a segunda etapa, e nesse dia, por incrível que pareça (eu considero uma benção), caíram cerca de cinco questões de orgânica, um conteúdo pelo o qual meu amor vai além dos outros, sendo minha área de conforto. Quando terminei a prova me perguntaram como eu tinha ido, respondi: “estranhamente excelentemente bem”. Em 25 de janeiro, veio o resultado e junto com ele uma alegria sem tamanho, não só entrei para estadual como também entrei em 1° lugar!”.

Conheça também outros alunos do INSA-Oratório aprovados nos vestibulares 2015: http://insa.com.br/noticia/resultado-vestibular

Texto e foto: Pedro Whately