Falece o Pe. Anderson Paes da Silva
12/19/2015
MEC aprova curso de Educação Física no UNISAL
01/05/2016

A Família Salesiana acolhe ao Pe. Alexandro Santana

No dia 19 de dezembro, a Igreja e a Família Salesiana ganharam um novo sacerdote. Às 10h na Paróquia São João Bosco, localizada no bairro do Alto da Lapa, em São Paulo-SP, foi realizada a cerimônia de ordenação presbiteral do Diácono Alexandro Santana, presidida por Dom Antônio Emídio Vilar, SDB, bispo da Diocese de Cáceres-MT, complementando o presbitério o inspetor salesiano, Pe. Edson Donizetti Castilho, o vice-inspetor, Pe. Roque Luiz Sibioni, o diretor do Instituto Teológico Pio XI,pelo Pe. Assis Moser, e o pároco da Paróquia São João Bosco, Pe. Ailton Trindade.

Pe. Alexandre Santana escolheu como lema de sua ordenação uma frase de São Gregório Magno: “Por amor a Cristo, me consagro à sua palavra”. E a celebração de fato foi um bonito momento de consagração.

No início da cerimônia o Ir. José Aparecido Carloto (Ir. Zezo) leu um texto escrito pelo ainda Diácono Alexandro Santana contando sua história. Diz o texto que sua primeira experiência de fé e Vicência cristã aconteceu na Paróquia São Benedito, em Bragança Paulista-SP, onde recebeu os sacramentos da Eucaristia e da Crisma. Lá trabalhou em diversas frentes pastorais, sobretudo com a juventude.

Conheceu os Salesianos em 2002, iniciando os encontros vocacionais. Em 2003 fez a experiência do voluntariado em São Carlos e no ano seguinte iniciou os estudos de Filosofia em Lorena, interrompendo sua caminhada vocacional em março, voltando para a casa de seus pais. No final do mesmo ano procurou novamente os Salesianos e deu continuidade à sua formação, passando pelas diversas fases formativas nas casas salesianas de Lorena, São Carlos e São Paulo.

“Estes anos de formação me proporcionaram uma experiência pastoral e comunitária, permeada pela espiritualidade salesiana, que me faz sentir realizado como pessoa humana. Sou feliz e agora posso dizer, com o coração cheio de confiança na bondade de Deus: quero ser salesiano padre para sempre, ser todo de Deus para estar todo com os jovens”.

O Diácono Santana adentrou a igreja acompanhado de seus pais, Benedita Santana e Daniel Santana. Seguiu-se a liturgia e três momentos foram mais marcantes durante o rito de ordenação: a prece litânica, em que o diácono prostrou-se no chão em sinal da mais profunda oração com Deus, diante da grande responsabilidade e da consciência de um coração humilde frente sua nova missão; a imposição das vestes presbiterais, entregues pelo casal de amigos Liliane e Gilson, símbolo exterior do presbiterado e expressão da configuração ao Cristo, em cuja Pessoa ele agirá em cada Eucaristia; e a unção das mãos com o óleo do Crisma que significa bênção, reconhecimento da parte de Deus e especial distinção diante dos homens.

As mãos do sacerdote são ungidas para significar que, por elas, age o Espírito Santo. São mãos que abençoam, consagram, perdoam e servem. E após a unção das mãos, foram os pais do Pe. Alexandro os primeiros a serem abençoados por suas mãos.

Ao final da celebração os jovens da Articulação da Juventude Salesiana da Lapa lhe fizeram uma bonita homenagem junto aos jovens da Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Itaquera, que o acolherá como pároco em 2016.

Texto: Anderson Bueno / Fotos: Maria Inês Bruno