Aula invertida do INSA debate sobre os atentados e terrorismo
02/23/2015
Lideranças paroquiais da Inspetoria fazem encontro em Campos do Jordão
02/24/2015

UNISAL inicia estudo da Capoeira para fortalecer as discussões étnico-raciais

O UNISAL, unidade Americana, iniciou no dia 28 de fevereiro das 9h às 12h, no campus Maria Auxiliadora, o Projeto CAPO: experimentações e pesquisa em capoeira que faz parte do Núcleo de Relações Étnico-Raciais e Culturais do UNISAL. A atividade, organizada pelo Departamento de Extensão, acontecerá quinzenalmente aos sábados, apenas para adultos e a participação é gratuita.

De acordo com a professora e pesquisadora – Norma Silvia Trindade de Lima, responsável e autora do Projeto CAPO –  o objetivo é reconhecer a contribuição dos escravos e da cultura negra para a formação cultural do povo brasileiro, além de fortalecer a educação étnico-racial e cultural, explorando a sua contribuição à formação acadêmica, alinhados à Política Étnico-Racial e Cultural do UNISAL. Norma além de ser professora da graduação e mestrado do UNISAL, também é capoeirista.

Para a abertura do projeto, contaremos com três professores do Grupo de Capoeira Ibeca – Instituto Brasileiro de Esporte, Cultura e Arte – Paulo Costa, Thiago Carvalho e Mauricio Fermino.

As oficinas contarão com as participações de professores e mestres de Capoeira convidados e serão inspiradas no universo cultural e artístico da capoeira. O número de participantes é limitado a 50 adultos, portanto, é necessário a prévia inscrição.

O governo brasileiro reconheceu a Capoeira como patrimônio cultural e imaterial do Brasil em 2008 e, em 2014, foi reconhecida pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade.  

Mais informações e inscrições:[email protected]Fone: 19 3471-9757.

Comunicação e Marketing – UNISAL