Pinda: jovens do NSEP fazem apresentação de dança e capoeira na Praça da Bíblia
02/19/2019
Coordenadores de GAM fazem reunião para formação e planejamento
02/21/2019

Sete salesianos são ordenados diáconos

“Nós amamos, porque ele nos amou primeiro” (1 Jo 4,19) foi o lema escolhido para aordenação diaconal de sete salesianos, no último sábado, dia 16 de fevereiro. A celebração foi realizada em clima de alegria e fraternidade, na Igreja de São João Bosco, matriz da paróquia do Alto da Lapa, na capital paulista. O diaconato é a última etapa antes da ordenação presbiteral.

O salesiano dom Eduardo Pinheiro, bispo de Jaboticabal, SP, presidiu a ordenação dos diáconos, provenientes de quatro inspetorias: Cesar Almeida Siqueira (BSP), Géster de Souza Cabral (BBH), Idenilson Lemes da Conceição (BCG), Jonathan Loureiro de Medeiros (BRE), José Lopes Lima Júnior (BRE), Magno de Carvalho Xavier (BRE) e Warley Alves Batista (BBH).

Também participaram da celebração o padre Natale Vitali Forti, conselheiro regional para a América Cone Sul; os inspetores padre Gildásio Mendes (Campo Grande), padre Nivaldo Pessinatti (Recife), padre Orestes Fistarol (Belo Horizonte) e padre Justo Ernesto Piccinini (São Paulo); e numerosos salesianos padres e irmãos, seminaristas, amigos e familiares dos jovens que receberam a ordenação.

A dimensão do serviço ao próximo

Em sua homilia, dom Eduardo Pinheiro ressaltou o compromisso de serviço que é assumido pelo diácono: “Este tempo de preparação para o presbiterato é tempo, principalmente, de profunda consciência do compromisso irrenunciável do serviço, como centro motor e condição fundamental do verdadeiro seguidor de Jesus Cristo, enquanto seu discípulo e amigo. […] A partir dos pequenos e visíveis gestos de serviço que vocês se comprometem a realizar enquanto diáconos em nome da Igreja no meio do povo, vocês percorrerão um caminho de ininterrupto amadurecimento na compreensão de que servir não significa simplesmente FAZER coisas, mas SER todo inteiro de Deus a serviço pleno dos irmãos, naquilo que eles precisarem”.

Ele também sublinhou que, como Salesianos de Dom Bosco, o centro de atenção deve estar nos jovens: “Os jovens, quando bem orientados, se abrem para o serviço generoso ao próximo, mas precisam de acompanhadores que testemunhem visivelmente a alegria de servir. Vocês, como Diáconos salesianos, assumem este compromisso de desabrochar a dimensão da diakonia na vida dos jovens que Deus lhes reservou para serem servidos e amados”.

O bispo salesiano concluiu a homilia relembrando a passagem bíblica da escolha dos sete primeiros diáconos da Igreja: “Acredito que aqui existem compromissos sérios. Como o amor de Deus necessariamente deve se prolongar no amor ao próximo, a amizade de Jesus Cristo – “chamo-vos amigos” – convida-os a estreitarem ainda mais os laços entre vocês, na fraterna cumplicidade em vista da perseverança vocacional e fecundidade ministerial. E tenham sempre à frente, como empenho constante, aquelas qualidades exigidas na escolha dos sete diáconos mencionados no livro dos Atos dos Apóstolos: ‘É melhor que escolhais entre vós sete homens de boa fama, repletos do Espírito e de sabedoria’. (At 6,3)”.

Quais salesianos para os jovens de hoje?

O agradecimento dos ordenados durante a celebração foi feito pelo agora diácono José Lopes Júnior (BRE), que procurou responder ao questionamento do Capítulo Geral 28 da Congregação: “Quais salesianos para os jovens de hoje?”.

“Muitas respostas poderíamos dar, mas uma de forma imediata, como já nos apresentou o Santo Papa Francisco, devemos ser portadores saudáveis da alegria do Evangelho. Devemos viver o nosso diaconato com muita alegria e de forma acolhedora, possibilitando a todos que nos fizermos próximos, especialmente aos jovens, oportunidades de encontro com Deus mediante oração, educação, busca constante pela Eucaristia e instrumentos de transformação interior e social. Só viveremos essa alegria porque nos sentimos amados por Deus e, abraçados por esse amor: ‘nós amamos, porque Ele nos amou primeiro’. E quem ama não consegue esconder para si mesmo; espalha a todos e os convida a amar também”.

A alegria e o amor foram sentidos também nas declarações dos novos diáconos, após a celebração. “Hoje é o dia mais feliz da minha vida, o Senhor me instituiu ministro seu para ser sinal e portador do seu amor aos jovens, aos pobres, aos abandonados, aqueles que mais necessitam da presença de Deus em suas vidas”, afirmou o diácono Idenilson Lemes da Conceição (BCG). “Diante desta celebração tão bonita eu pedi a Deus que me dê o dom de ser sempre fiel aos propósitos que hoje vem diante do altar do Senhor. Agradeço aos Salesianos que durante esses dez anos me formaram, não mediram esforços para que eu pudesse hoje estar aqui feliz, realizando os sonhos de Deus na minha vida”, completou ele.

Já o diácono Warley Alves Batista (BBH) ressaltou: “Esse não é apenas o dia de uma missa de ordenação, mas o coroamento de sucessivas escolhas, sucessivos ‘sims’ e ‘nãos’ construídos ao longo de anos. Então a ordenação não é algo que aconteceu somente nesse sábado, pois ela já existia no momento em que decidi fazer essa escolha, dar o meu sim à juventude, dar o meu sim ao serviço do Reino de Deus”.

Boletim Salesiano com informações: Vinícius Melo – Inspetoria São João Bosco, Pe João Carlos Ribeiro – Nordeste Hoje – Inspetoria Salesiana do Nordeste e Comunicação Inspetoria de Campo Grande