Núcleo Dom Bosco da OSSJB inaugura biblioteca comunitária
12/14/2015
UNISAL inaugura Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania
12/15/2015

Pe. Pedro André é ordenado em Campos do Jordão

Pe. Pedro consagra a hóstia durante a presidência de sua primeira missa, na Par. N. Sra. da Saúde, em Campos do Jordão

A Família Salesiana esteve em festa no dia 12 de dezembro. Pela imposição das mãos de Dom Hilário Moser, foi ordenado sacerdote o Diácono Pedro André Pinto Junior. Pe. Pedro escolheu como lema de sua ordenação o versículo 5 do Salmo 125: “Os que semeiam entre lágrimas, ceifarão com alegria”.

A ordenação foi realizada na Vila Dom Bosco, casa salesiana localizada em Campos do Jordão-SP, cidade em que neosacerdote Pedro André nasceu e cresceu. Concelebraram com Dom Hilário o inspetor da Inspetoria Salesiana de Nossa Senhora Auxiliadora, Pe. Edson Donizetti Castilho, e o pároco da Paróquia Nossa Senhora da Sáude, Pe. José Batista da Rosa, representando Dom Wilson Luis Angotti Filho, bispo da Diocese de Taubaté.

Ainda diácono, Pedro André entrou no ginásio destinado à celebração acompanhado por seus pais, Pedro e Zilda, saudados por uma assembleia que lotou o espaço. Durante o rito de ordenação, suas vestes foram entregues por seus irmãos, Denilson e Daiana, que junto aos pais, foram os primeiros a receber a bênção e a saudação do novo padre salesiano.

Além dos padres salesianos que concelebraram a celebração eucarística, esteve presente também na ordenação do Pe. Pedro André o Pe. José Fernandez de Oliveira, SCJ, o Pe. Zezinho, que tornou-se seu amigo durante o período de sua formação teológica.

Padre Pedro deixa clara a importância da família em sua caminhada vocacional. “Desde criança eu sentia a vontade de ser padre. Na casa da minha família participar da missa dominical sempre foi costume. Meus pais foram catequistas, meu pai foi ministro extraordinário da comunhão eucarística, e eu os acompanhava nos encontros de catequese e nas celebrações da palavra que meu pai fazia. No meu bairro, sempre houve novenas, terços nas casas, e posso dizer que também eles me educaram para a vivência da fé, não só nos momentos de oração, mas quando uma vez por mês recolhia alimentos, junto com minha mãe, para levar para a igreja a fim de ajudar nas cestas básicas para os menos favorecidos, e praticamente todos contribuíam”, conta.

Após a celebração, os presentes na Vila Dom Bosco foram saudados com um almoço comunitário, momento no qual também puderam cumprimentar o novo padre.

Texto: Anderson Bueno / Fotos: ISSP