Orestes Marengo
05/08/2013
Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento
05/08/2013

Otávio Ortiz

Início do processo: 08 – 07 – 92
Conclusão do Processo: 22 – 12 – 2001

Nasceu em Lima (Peru) em 19 de abril de 1879. Quando em 1893 foi aberta a primeira escola profissional salesiana no Peru, o futuro bispo a freqüentou como aprendiz de carpinteiro; depois passou para a secção dos estudantes. Fez o noviciado em Callao e professou os votos perpétuos nas mãos do P. Álbera, então em visita extraordinária. Fez o tirocínio na mesma Casa e teve entre seus alunos o futuro bispo Dom Vitório Álvarez.

Foi o primeiro sacerdote salesiano peruano. Como diretor em Piura (1911-1915) fundou o jornal semanal `La Campanilla`; a seguir foi diretor em Cuzco (1915-1920) e em Callao. Em 1921 foi nomeado bispo de Chachapoyas.

Embora a sua diocese não fosse terra de missão, foi um verdadeiro missionário pela extensão e as dificuldades de seu território. Foram inúmeras as suas viagens a cavalo e a pé, atravessando matas, rios e montanhas. Várias vezes escapou da morte, mas à custa de costelas e membros quebrados.
Durante o seu governo, uma parte do território da sua diocese foi elevada a Prefeitura Apostólica e a outra a Prelazia `nullius`. Foi por entre numerosas dificuldades que criou um seminário em sua diocese. Por duas vezes renunciou a uma diocese mais importante e menos trabalhosa.

Em 1953, o Papa Pio XII o nomeou Assistente ao Sólio Pontifício. O amor pelas almas era expresso em seu lema episcopal, o mesmo da Sociedade Salesiana: `Da mihi animas` (Dai-me almas).

O bom pastor faleceu em 1° de março de 1958 depois de uma cirurgia. Foi sepultado na sua catedral. Grandíssima a fama da sua santidade.

sdb.org