Rede do Bem: parceiros doadores do IDB contemplam mais de mil atendidos
04/11/2019
Comunidade de São Carlos participa de Ceia Judaica
04/11/2019

Jovens de São Carlos participam de retiro espiritual

“Todo mundo espera alguma coisa de um sábado à noite”, certo? Isso está gravado na música do Lulu Santos, mas “na real” foi também o que os jovens da comunidade de São Carlos esperavam. Algo legal que pudessem se encontrar com os amigos e também se encontrarem com si próprios. Essa foi uma das propostas do Retiro Espiritual para Jovens que aconteceu na comunidade salesiana de São Carlos – Pré Noviciado – no dia 6 de abril.

Recepcionados no estilo salesiano, com músicas, danças e também dinâmicas. Os mais de 30 jovens que se inscreveram para o Retiro Espiritual desse final de semana vieram em busca de reflexões com base no evangelho de João 8, 1-11: “Vá e não voltes a pecar”. O trecho do evangelho que trata do encontro de Jesus com a mulher adúltera levanta vários anseios dos jovens sobre o pecado, o perdão e também da acolhida.

Entre dinâmicas, momento de deserto, missa, teatro e palestra os jovens puderam partilhar também das suas histórias com base da leitura do evangelho. Divididos em quatro grupos eles tiveram voz e colocaram para os demais presentes as suas opiniões acerca de quatro perguntas fundamentais: 1º) Quais as situações, lugares, contextos que eu como jovem me sinto “apedrejado” pela sociedade, família, grupos, etc? 2º) Como reajo quando me sinto “apedrejado em algum ambiente? 3º) Já ajudei alguém que estava sendo “apedrejado” em algum momento? 4º) Como a Igreja pode ajudar os jovens que são apedrejados nos dias de hoje?

“É impressionante como ainda nos dias de hoje, onde a diversidade pode ser compreendida, ainda vemos pessoas sofrendo algum tipo de preconceito, sendo marginalizadas e excluídas com tanta desumanidade. O que mais impressiona é que vemos e também não ajudamos, queria poder ter mais voz!” Relata uma jovem dentro do grupo de partilha.

Após o jantar os participantes do retiro fizeram uma imersão sobre a parábola do filho pródigo. Dentro do teatro, encenado pelos pré-noviços salesianos, os jovens passaram por terrenos diversos como grama, espinhos, barros e também água. Esse caminho, que parecia ser dificultoso, abria-se para o mais esperado: o encontro com o Pai. Foi na capela pública dos salesianos que retornaram para a casa de Deus e ali tiveram um encontro pessoal com Cristo.

Árison Lopes, pré-noviço salesiano.