IDB ampara 185 famílias do CEDESP Vila Paulistana
11/27/2020
Planejamento e Metodologias: Parada Pedagógica no IDB
12/03/2020

Falece Dom Bonifácio Piccinini, salesiano bispo emérito de Cuiabá

Na noite de 28 de novembro, faleceu aos 91 anos o Arcebispo Emérito da Arquidiocese de Cuiabá, dom Bonifácio Piccinini. Internado desde o dia 23 de novembro no Hospital Santa Casa, em Cuiabá, após um mal-estar, encontrava-se em observação na UTI, mas não resistiu. O velório teve início na madrugada de 29 de novembro na Catedral Basílica do Senhor Bom Jesus de Cuiabá. O sepultamento na cripta da Catedral Metropolitana ocorreu no dia 30, após solenes exéquias.

Trajetória

Dom Bonifácio Piccinini nasceu em 13 de maio de 1929, em Luiz Alves (SC). Fez sua profissão religiosa na Congregação Salesiana em 31 de janeiro de 1948. Foi ordenado presbítero em 11 de fevereiro de 1960, em Turim (Itália). Nomeado arcebispo coadjutor de Cuiabá em 27 de junho de 1975, recebeu a ordenação episcopal em Lavrinhas (SP) no dia 31 de agosto de 1975, assumindo em seguida sua função de Arcebispo Coadjutor. Sucedeu a dom Orlando Chaves, SDB, como Arcebispo Metropolitano, em 15 de agosto de 1981. Durante seu logo ministério episcopal foi eleito Delegado às Conferências Episcopais Latino-americanas de Puebla (1979) e de Santo Domingo (1992). Por motivos de idade, teve sua renúncia aceita em 9 de junho de 2004. Seu lema episcopal foi “Bonum facere parvulis” (fazer o bem aos pequeninos).

Antes do episcopado

Dom Piccinini obteve o Mestrado em Filosofia e Teologia pela Universidade Pontifícia Salesiana de Roma, e em Letras Clássicas pela Faculdade Salesiana de Lorena. Foi Diretor de Estudos no Instituto Salesiano de Pedagogia e Filosofia de Lorena; posteriormente Coordenador do Departamento de Filosofia na Faculdade Salesiana de Filosofia, Ciências e Letras de Lorena; por fim, Diretor do Instituto Salesiano de Pedagogia e Filosofia de Lorena; em 1975 foi nomeado Diretor do Colégio São Manoel de Lavrinhas, onde o alcançou a nomeação para Arcebispo Coadjutor de Cuiabá.

A CNBB e Inspetoria Salesiana de são Paulo

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) solidarizou-se com os familiares, com a Arquidiocese de Cuiabá e com seu atual Arcebispo, dom Milton Santos, pelo falecimento de dom Bonifácio, ressaltando que o falecido marcou sua vida pela solidariedade em relação aos mais pobres e sofridos, buscando viver o seu ministério de forma coerente com o lema episcopal que adotou: “Fazer o bem aos pequeninos”. A CNBB ainda agradeceu os mais de 45 anos de serviços prestados por dom Bonifácio à comunidade católica em Cuiabá, no Mato Grosso, e à Igreja no Centro-Oeste.

A Inspetoria Salesiana de Nossa Senhora Auxiliadora solidarizou-se igualmente com os familiares de dom Bonifácio e com a Arquidiocese de Cuiabá, e agradece a Deus todo o bem que o nosso irmão Arcebispo realizou em seu ministério, na certeza de contar com sua intercessão junto a Deus.

Por Comunicação Social ISSP, com informações da CNBB