Educandos da OSSJB fazem reflexão sobre a Semana Santa com os colaboradores
04/23/2019
Jovens da Lapa encenam a Paixão de Cristo e emocionam a comunidade
04/29/2019

Educandos do Instituto Dom Bosco conhecem a fábrica da Nestlé

Em clima de Páscoa, os educandos do curso de Administração com Ênfase em Empreendimentos e Marketing do CEDESP (Centro de Desenvolvimento Social e Produtivo) da unidade Bom Retiro do Instituto Dom Bosco, visitaram no dia 3 de abril a fábrica da Nestlé em Caçapava. O objetivo da visita foi mostrar o dia a dia de uma empresa de grande porte na prática, além de proporcionar a vivência em um ambiente de produção e permitir a interação dos jovens com os monitores, esclarecendo dúvidas e curiosidades relacionadas as estratégias de marketing do mundialmente adorável chocolate.

Os educadores e educandos foram recebidos por Darcio Carmo, mais conhecido como Tio Muralha. O orientador, vestido de coelhinho, deu boas vindas ainda no ônibus da turma e convidou a todos para o Tour Chocolovers. Na sala inicial de integração, tio Muralha, passou as orientações necessárias e contou a história da empresa suíça existente desde 1866. A turma de estava atenta a todas as curiosidades, inclusive no porquê do logotipo em ser em formato de Ninho: “O ninho representa família e bem-estar, pilares fundamentais da família Nestlé”, disse o tio.

Ao iniciar o Tour Chocolovers, os educandos puderam apreciar o cacaueiro no jardim da fábrica. Além disso ouviram as histórias do cacau, a diferença entre chocolate branco e preto e a descoberta da mais nova cor: ruby rosa. Os jovens apreciaram as esteiras que guiavam os bombons, embalagens comemorativas antigas e atuais, os chocolates mais vendidos, as primeiras ferramentas utilizadas, a importância dos materiais de segurança para higiene e conservação, entre outras curiosidades.

A fábrica, que produz mais de 7 mil toneladas de chocolates ao mês, ao fim da visita entregou aos educandos sacolinhas com diversos bombons da marca. O Instituto também entregou o kit de lanches para os jovens.

“A visita foi muito gratificante, cada momento foi de uma aprendizagem, como foi no passado e como a empresa opera nos dias de hoje. Pudemos ver o chocolate em matéria prima até chegar nas embalagens. Um momento marcante foi logo no início quando o tio Muralha nos contou que o Sr. Henri Nestlé, o fundador, ajudou a solucionar o problema de desnutrição infantil na época, com a fábrica, não visando apenas o lucro, mas sim o bem-estar e o lado social. Quero realizar outras visitas para novos aprendizados! ”, declarou Elisete Clara B. Santos, educanda.

Fabiana Santello – Comunicação e Marketing – Instituto Dom Bosco