UNISAL e MOSB: formação e cultura em 2020
11/10/2020
Salesianos de Americana recebem mudas de Pau Brasil por seus 70 anos
11/11/2020

Educanda do Jd. Nordeste inicia brechó online durante pandemia

A educanda do Centro Social Santa Luzia, no Jardim Nordeste, em São Paulo (SP), Thalia Gonçalves, de 18 anos, lançou em maio deste ano seu brechó online, colocando em prática tudo que aprendeu nos cursos da obra social.

Em 2018, Thalia cursava o 2º ano do Ensino Médio e dedicava quase todo o seu tempo para os estudos e preparação para o vestibular. Era uma menina tímida e com dificuldade para se expressar, por isso buscou um curso de teatro para ajudar superar a timidez.

Ela conheceu o Centro Social Santa Luzia nesse mesmo ano, pela indicação de uma amiga. Em 2019 se matriculou no curso de Informática. Na sequência se matriculou no curso de Assistente Administrativo. Embora tivesse receio da seriedade na disciplina, se identificou nas primeiras aulas e sentiu que era exatamente o que precisava para dar continuidade aos seus sonhos, que é concluir a faculdade, abrir o seu próprio negócio e viajar para outros países. “Sempre tive muitas ideias, porém não sabia como usá-las”, explica Thalia.

Hoje ela percebe que ambos os cursos tiveram extrema importância para o seu crescimento profissional e pessoal, para adquirir novos conhecimentos, fazer novas amizades e aprimorar sua comunicação no dia a dia. Thalia ressalta que “a convivência com os educadores é ótima, com cada um eu aprendi algo que me transformou em uma pessoa melhor”.

A ideia de abrir um brechó surgiu porque no mesmo ano, 2018, Thalia começou a comprar roupas em brechó, por serem mais baratas e pela oportunidade de fazer uma nova história com a peça já usada. Com o conhecimento adquirido nos cursos do Centro Social Santa Luzia e a sua vivência no universo dos brechós, se sentiu preparada para iniciar o seu próprio negócio.

Em maio de 2020, durante a pandemia, Thalia criou o @brecho_repost. Atualmente divide o seu tempo profissional entre o trabalho fixo como repositora e o seu brechó virtual. “É satisfatório ver pessoas fazendo novas histórias com as minhas peças“, destaca a jovem.

Com informações de Fernanda Barichello – Comunicação Social do Centro Social Santa Luzia
Fotos: Victor Menezes