Colaboradores comemoram 106 anos da Obra Social São João Bosco
07/03/2015
Instituto Dom Bosco forma mais 500 educandos em cursos profissionalizantes
07/03/2015

Colaboradores comemoram 106 anos da Obra Social São João Bosco

Com o intuito de recordar e celebrar a ação social desenvolvida há 106 anos pela Congregação Salesiana na Obra Social São João Bosco, na sexta-feira, 26 de junho, os mais de 140 colaboradores reuniram-se no Núcleo São João Batista, Centro. A história da nossa instituição é marcada por conquistas e, além disso, pelo esforço e dedicação dos Salesianos e colaboradores que já passaram por aqui e daqueles que atualmente são compromissados com a missão de “Educar crianças, adolescentes, jovens e famílias em situação de vulnerabilidade social, promovendo o exercício da cidadania, pela metodologia preventiva de Dom Bosco”.

O início desta história deu-se em 1909 a partir da fundação do Externato São João. Além de ensinamentos regulares, a escola tornou-se um ensinamento para toda a vida. Marco Antonio Martins, ex-aluno do externato, afirma que encontrou um segundo lar na casa de Dom Bosco e Domingos Sávio. “O amor que ainda cultivo por aquela casa é tão imenso, tão puro, que desconfio ter sido alvo de alguma interseção divina”, ressalta Martins.

Devido às mudanças socioeconômicas que aconteceram na cidade de Campinas, o externato voltando-se integralmente à assistência social, iniciando-se na década de noventa um trabalho junto às crianças e adolescentes de rua em regime de abrigo. Após alguns anos, sentiu-se a necessidade de ir além. Precisava-se realizar uma ação social preventiva e vinculada à realidade local. Em 2004 a entidade muda de nome, com o intuito de homenagear seu idealizador. Hoje, a Obra Social São João Bosco está presente nos bairros Centro, Vida Nova, Vila Taubaté, Jardim Dom Gilberto e Jardim Campo Belo II.

A solenidade do dia 26 de junho marcouesta história. Após a missa celebrada na capela do núcleo do Centro, os presentes participaram da formação ministrada pela educadora Angélica Barbosa. O objetivo da palestra e exposição foi trazer aos colaboradores como a historia não está distante de nós e não é estática. “Nós somos responsáveis por essas mudanças. Aconteceu devido às nossas mudanças, pois somos agentes transformadores da história. Para a nossa instituição somos personagens cruciais”, destaca Angélica. A produção da atividade foi elaborada juntamente ao curso de Arquivista. “No começo os educandos estavam inseguros. Com o passo a passo, pudemos garimpar o conhecimento e eles sentiram parte integrante do processo”, conta Angélica.

Na sessão solene, a mesa de honra fora composta pelo Padre Tetuo Koga (Diretor Presidente), Padre Alcides da Silva (Vice-Diretor), Padre Osmar Padovan (Diretor Tesoureiro), Padre William de Lima (Coordenador de Pastoral), Ana Lúcia Batista (Gerente Operacional), Gilda Zacarias Meneguim (Colaboradora Núcleo São João Batista), Tatiana Santana (Colaboradora Núcleo Dom Bosco), Edna dos Santos (Colaboradora Núcleo Nossa Senhora Auxiliadora), Edgrei Brito (Colaborador CEINave Mãe Darcy Ribeiro), Maria da Silva (Colaboradora CEI Dombosquinho), Silas Reis (Colaborador Núcleo Santa Rita).

Na parte da tarde foi realizada a retrospectiva e avaliação das atividades do semestre dos núcleos.Para finalizar o dia os presentes participaram de uma dinâmica e quadrilha e convidados a participar da festa junina.

Texto da Comissão da Sessão Solene e Laís Franco