Liceu Campinas realiza mostra de trabalhos do 2º ao 7º ano
11/05/2019
Pintora italiana decora a igreja matriz da Paróquia Santa Luzia
11/06/2019

Bom Retiro: um domingo de encontro e emoção entre ex-oratorianos

O domingo, 3 de novembro 2019, propiciou um encontro entre ex-oratorianos e amigos de infância do Instituto Dom Bosco do Bom Retiro, na capital, até entre aqueles que não se viam há mais de 30 anos.

A festa foi grande e carregada de grandes emoções. A característica, que era própria dos anos 80 e 90 no Oratório do Instituto Dom Bosco, de um forte laço de amizade e de boas lembranças das animadas competições esportivas, se manteve ao longo do tempo. Já naquela época era tradição que os oratorianos ao chegarem e deixarem o oratório – fosse no sábado à tarde ou nos dois períodos do domingo – se cumprimentassem com um aperto de mão. Grandes e pequenos se saudavam com muita cordialidade e mantinham uma proximidade e uma alegria de terem no Instituto Dom Bosco um espaço de lazer, catequese, passeios, teatros e Missas dominicais.

O espírito oratoriano nas tardes e manhãs dos finais de semana eram carregados do sentido mais profundo dos tempos de Dom Bosco: “Casa que acolhe, educa, evangeliza e prepara para a vida”. Todo esse clima, que permanece intenso no coração daqueles que hoje são pais e mães de família, se reavivou num ensolarado domingo que se iniciou com abraços, boas recordações e risadas diante de uma bonita exposição fotográfica, uma piedosa Eucaristia na Igreja de Nossa Senhora Auxiliadora, um delicioso almoço para todos, sorteios, bingo e um gostoso cachorro quente na despedida.

Para aquelas e aqueles oratorianos que já não moram mais no bairro e que não se viam em dezenas de anos, a emoção, a gratidão e o prazer do reencontro reavivaram os melhores sentimentos expressos por diversos deles: “aqui tive uma infância feliz” … “O Dom Bosco (oratório) me preparou para ser o cidadão que sou hoje” … “Agradeço o Oratório e os salesianos que aqui passaram, por tudo que fizeram por nós, que tínhamos muito pouco e encontrávamos nesse espaço um lugar para nos divertirmos e aprendermos coisas boas”.

SOLIDARIEDADE. Não faltou também, nesse alegre reencontro, um gesto concreto de solidariedade. Quem mais e quem menos, com generosidade, muitos puderam contribuir com uma doação no “Livro de Ouro”, destinado ao amigo e companheiro Welinton que, por um infortúnio de saúde, precisou, há alguns meses, amputar a perna esquerda. Ser solidário é também uma prática que alimenta a educação salesiana e que encontrou espaço na oportunidade desse alegre encontro.

Importante registrar que, entre os que puderam estar no encontro, teve quem veio de Minas, Sorocaba e teve até mesmo quem chegou dos Estados Unidos, onde estava a trabalho e veio direto. Mas entre os que não conseguiram se fazer presentes pela distância e pelo trabalho não faltaram mensagens escritas e em vídeo. De uma forma ou de outra a sintonia foi grande entre os mais de cem oratorianos participantes, além de esposas, maridos e filhos.
Ir. José Carlos Rodrigues e Pe. Agnaldo Lima que estiveram ali de modo especial naqueles anos, acompanharam o encontro. A atual comunidade salesiana acolheu com muito carinho a todos e o Ir. Hamilton Rodrigues não deixou de dar uma passada para representar a “velha guarda” dos salesianos que fizeram história no Bom Retiro. Gratidão a todos!

Pe. Agnaldo Soares Lima