Lançamento do pôster da Estreia 2021
09/29/2020
Pintura&Arte: exposição virtual IDB
09/30/2020

Aluna de Piracicaba divulga solução sustentável para ajudar os mais necessitados

RSB Escolas Entrevista: Salesianidade Aplicada ao Protagonismo Juvenil

Com apenas 18 anos, Vitória Bunn Garcia, aluna do 3º ano do Ensino Médio no Colégio Salesiano Dom Bosco, em Piracicaba – SP, não conseguiu fechar os olhos para a realidade que a rodeava e, a partir de uma ideia simples, desenvolveu uma ótima solução para o frio enfrentado pelos moradores em situação de rua na sua região. Após uma conversa com sua mãe, Vitória criou uma esteira térmica para ajudar os mais necessitados. Não contente em ajudar apenas aqueles próximos a ela, Vitória decidiu compartilhar o passo a passo de sua esteira térmica para atender às necessidades de mais moradores em situação de rua.

Conheça uma pouco mais sobre o processo de criação da esteira, além de outros projetos voluntários em que Vitória Brum participa, na entrevista que a aluna concedeu à Julia De Paolis Amim, da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Inspetorial:

Como surgiu a ideia de fazer um manual de como fazer uma esteira térmica? 

Estávamos, minha mãe e eu, conversando sobre os moradores de rua nesse frio e minha mãe lembrou que em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul essas esteiras são feitas para a população carente forrar as paredes das casas. Elas servem tanto para forrar paredes e teto de casas e barracos, evitando que o vento e a chuva entrem, como para deitar e se cobrir. Eu já usei uma esteira térmica sob um saco de dormir – quando fui para a Jornada Mundial da Juventude no Panamá. O lado metalizado em contato com o corpo ajudar a esquentar, pois o alumínio reflete o calor de volta para a pessoa. A minha intenção com o manual foi difundir esse conhecimento para toda a população da periferia, já que é um jeito barato de se aquecer.

O que você pretende ao difundir esse conhecimento?

Dar um pouco mais de conforto aos moradores de rua, diminuindo a sensação de frio deles. E tudo isso com custo baixíssimo, pois o único gasto é com a fita adesiva. Além de ser útil para aquecer pessoas, a construção dessas esteiras é uma maneira de reutilizarmos as caixas longa vida e, assim, diminuir o impacto que esse resíduo tem no meio ambiente, pois o processo de reciclagem dessas caixas é bem complexo, já que são formadas por várias camadas de produtos diferentes.

Você participa de algum outro projeto de cunho sócio ambiental?

Sim, sou voluntária em um hospital aqui em Piracicaba. Eu brinco com as crianças que estão hospitalizadas para diminuir um pouco o sofrimento delas no hospital e ajudo a aceitarem a medicação. Faço voluntariado juntamente com uma terapeuta ocupacional, que trabalha no local. Sabendo da necessidade de vidros com tampa de plástico no banco de leite do hospital, resolvi, desde que comecei o voluntariado, arrecadar esses vidros. Além de ajudar o banco de leite, evito que esse material vá para o lixo, ou seja, faço a reutilização desse material. Inclusive estou tentando fazer uma campanha no meu colégio junto com a pastoral, para arrecadar mais, pois é um trabalho maravilhoso que o banco de leite presta à comunidade. E é o que posso fazer nesse momento de pandemia, pois não estou podendo ter contato com as crianças do hospital.

Você está no último ano do ensino médio, já sabe qual profissão quer segui?

Medicina, pretendo ser pediatra, pois é o meu grande sonho, para poder ajudar ainda mais quem precisa. E não somente como um trabalho, mas principalmente como voluntária em comunidades carentes. E meu outro sonho é fazer voluntariado como médica na África, além do Brasil.

Tutorial da aluna Vitória para fazer a esteira térmica  

Esteiras térmicas são feitas de caixa de leite em que o metalizado existente na caixa reflete a temperatura. O lado metalizado, em contato com o corpo, ajuda a esquentar a pessoa que vai estar deitada, pois o metal reflete o calor de volta para pessoa a qual pode usar a esteira tanto para se deitar e cobrir, como também para forrar paredes e teto de casas e barracos (com grampeador de madeira para evitar a entrada de vento, frio e chuva pelas frestas).

Para fazer a esteira, é preciso caixas de leite vazias, abertas e lavadas (se demorar para lavar a caixa contamina). Após, siga os seguintes passos (caso tenha alguma dúvida, pode entrar em contato pelo e-mail: [email protected]):

Fonte: Rede Salesiana Brasil